Em qualquer discurso político e em qualquer gestão pública a educação sempre aparece como uma prioridade. Havendo a chance de fazer essa afirmação, os que ocupam cargos públicos não vacilam e defendem a bandeira. Mas será que o discurso é colocado em prática no nosso país, no nosso estado e na nossa cidade? 

Em Poços de Caldas, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), em 2019 a rede municipal de ensino apresentou 18.144 matrículas distribuídas em 65 escolas e 1.185 docentes. Além disso, nos resultados do IDEB de 2017 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), nossa rede municipal alcançou a nota 6,20 para os anos iniciais (alunos do 1º ao 5º ano) e 5,1 para os finais (alunos do 6º ao 9º). Com estes resultados ficamos acima da meta de 6,1 estipulada para os anos iniciais e abaixo da meta de 5,4 para os anos finais, o que nos rendeu a 1527º posição e 493º respectivamente.  Cabe aqui destacar que ainda não temos em mãos os resultados do IDEB de 2019, que se refere ao trabalho realizado pela Equipe que esteve à frente da SME até outubro/2019 .. Neste período sabemos que houve um importante investimento na formação dos Profissionais da Educação, o qual foi bruscamente interrompido por incompatibilidade de ideias entre a gestão da SME e o Prefeito Municipal. Ressaltamos que também nessa experiência tivemos evidenciada a falácia do respeito à competência técnica, critério tão defendido para a escolha dos gestores das diversas secretarias. Toda a competência técnica daquela equipe da SME não foi suficiente e a decisão do prefeito sobre uma pauta de tamanha relevância ( a adesão do Município de Poços de Caldas ao PECIM) não respeitou o critério que ele mesmo defende: conhecimento científico e competência em agir de maneira proativa para uma Educação Democrática e de qualidade.   Acreditamos que a Educação precisa ser uma defesa que ultrapasse os aspectos políticos partidários e se consolide à medida que haja investimento no processo ensino-aprendizagem.  
Os dados que temos até o momento mostram que os resultados alcançados não foram suficientes para quebrar paradigmas e promover a Educação de qualidade que nossas crianças e jovens necessitam e esse é um consenso quando se ouve as famílias poços-caldenses, que afirmam que ainda há muito a melhorar. 

O que é necessário? Os recursos investidos têm sido suficientes para melhorar nossa educação pública? Observando os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (SINCONF) para verificar as despesas do nosso município, averiguamos que, no ano de 2017, investimos 150 milhões de reais na educação, o que se traduziu em cerca de 8 mil reais por aluno. Será que este recurso é suficiente? Ou melhor, será que ele é bem distribuído? 

Além de dispor de recursos é muito importante que nossa cidade saiba como aplicá-los levando em conta os diferentes fatores que influenciam diretamente a aprendizagem dos educandos. Alguns exemplos são a proporção de alunos por sala de aula, a qualificação e a capacitação continuada dos professores, os recursos tecnológicos disponíveis, a estrutura física das escolas e seus equipamentos, a remuneração e o plano de carreira dos profissionais. Tudo isso deve ser gerenciado pelo poder público local a fim de obter o melhor resultado e oferecer um ensino da melhor qualidade.  

Para enfrentar tamanhos desafios precisamos buscar as melhores iniciativas de políticas educacionais Brasil adentro. Precisamos aprender, por exemplo, com Sobral, município do interior do Ceará, que foi capaz de revolucionar a qualidade da sua educação pública.  

Em próximos artigos vou abordar mais a fundo como Sobral alcançou estes resultados e como isso poderia ser aplicado na nossa cidade. Poços de Caldas deve buscar o que há de mais exitoso no Brasil e, sobretudo, valorizar o conhecimento técnico local  para tornar nossa cidade ainda melhor. Precisamos cuidar de nossas crianças e oferecer a elas a melhor educação possível. Precisamos discutir o nosso futuro.  


Eduardo Junqueira Dias
Graduando em Administração e cidadão poços-caldense.


#EJD, #AdministraçãoPública, #Educação, #PoçosdeCaldas, #GestãoMunicipal